Como escolher o melhor azeite

As sociedades médicas e vários estudos a cada dia comprovam mais a eficácia do azeite na nossa dieta. Os benefícios são vários: anti-inflamatório, abaixa os níveis de colesterol ruim (LDL), anti-oxidante, ajuda a prevenir doenças degenerativas e cardíacas, também ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL). Além de todos esses benéficos, o sabor é incrível, porém existem alguns cuidados  necessários para escolher o melhor azeite e usufruir o melhor que esse produto pode dar.

Extra virgem ou virgem?

A diferença entra esses azeites esta no nível de acidez. Quanto menos acido mais puro, quanto menos acido melhor! A recomendação é que o azeite tenha acidez abaixo de 0,8% sendo então extra virgem.

Azeite Virgem: entre 0,8% e 2% de acidez
Azeite Extra virgem: até 0,8% de acidezazeite e folha

Azeite com acidez acima de 2%, além de não serem tão bons, tem misturas com outros óleos, como de soja, o que compromete ainda mais a qualidade. Então o melhor mesmo é o azeite extra virgem, com acidez abaixo de 0,8%.

Cuidados na compra

  • Azeite melhor é azeite armazenado em vidro e de cor escura (verde escuro, azul ou preto), por que a luminosidade altera as propriedade e diminui a qualidade do produto.
  • Não se engane, azeites importados não são sempre os melhores, quanto mais velho ele fica menor a qualidade dele e esses azeite vindo do exterior ficam embalados por muito tempo, exposto de qualquer forma. Então, opte por produtos nacionais colhidos, processados e envazados pela mesma empresa, o que garante que o processo seja mais rápido e o azeite esteja mais fresco e puro.
  • Veja se a extração foi à frio, esse tipo de extração garante ainda mais a qualidade e o sabor da azeitona.
  • Na côngola, pegue o azeite que estão escondido lá atrás, pois esse ficou menos exposto à luz.
  • A cor do azeite não determina a qualidade, pois depende do tipo e época da azeitona e isso não independe que seja melhor ou pior.azeites

Como e quanto usar

No sul da Europa a população consome em média 2 colheres de sopa de azeite por dia ou até mais e essa é a recomendação da agências reguladoras do produtos e das sociedades médicas. Porém, esse produto não deve ser cozido ou usado para frituras e refogados demorados (altas temperaturas), pois as grandes temperaturas comprometem a qualidade e acaba se tornando igual ou pior ao óleo de soja. O melhor é usar nas saladas, refogados rápidos com baixa temperatura, finalização de pratos e molhos.

Gostou? Comente ai.