Inscrição Novo FIES MEC 2019

O Governo Federal abriu as inscrições do FIES MEC 2019 a se iniciar no dia 7 com prazo para pagamento e registro até o dia 14 de fevereiro de 2019.

O Novo Fundo de Financiamento Estudantil neste ano possui regras específicas que dificulta o acesso, mas suas regras se atendidas pode financiar até 100% da parcela da universidade privada.

O que é o programa e seu funcionamento

Com duas regras específicas para o financiamento, o estudante se candidata para duas modalidades a saber FIES ou P-FIES com regras diversificadas para cada tipo de faculdade.

Segundo registro site oficial do FIES, atenda-se para a entrada nas seguintes especialidades:

  1. Área da Licenciatura, Pedagogia e Normal Superior
  2. Área de saúde
  3. Área de engenharia

Como fazer a inscrição dentro do prazo?

O primeiro passo para participar do programa é se candidatar sendo que para tal é obrigatório a inscrição segundo a agenda publicada o diário oficial do governo com datas do dia 7 a 14 de fevereiro de 2019.

Esta inscrição é feito no endereço eletrônico http://sisfiesportal.mec.gov.br/. Esta página possui um botão com a palavra “Como Se Inscrever” para acessar o formulário que exige dados pessoais.

Atenção: certifique-se que você está exatamente no site do FIES pois o serviço do Governo exige dados pessoais.

  • Resultado da inscrição: 25 de fevereiro de 2019
  • Prazo máximo para registro: 26 a 7 de março de 2019

Inscrições Por Semestre

Ainda está revelado a data da inscrição para o segundo semestre, mas o usuário será avisado por meio deste site assim que o site do MEC apresentar as datas através da página oficial.

Diferença do antigo para o NOVO FIES

O programa funciona da mesma forma como o anterior, com apenas algumas diferenças: o novo FIES é um modelo de financiamento que divide o programa em diferentes modalidades e por isso o desconto pode chegar até o total com juros zero que beneficia quem não pode pagar uma universidade ou faculdade privada.

As condições principais são as seguintes para taxa zero do financiamento: o aluno possui 3 salários mínimos e pagamento mensal do valor da coparticipação.

Regras de cálculo de renda familiar

Não são todos que podem realizar a inscrição ou se o fazer podem ser desclassificados. Existem regras segundo o edital de participação segundo à qual o plano social da família atinge a forma do financiamento.

Para calcular o percentual de comprometimento da renda é necessário primeiro dividir por 6 (seis) o valor da semestralidade com desconto, obtendo assim o valor da mensalidade com desconto.

Dividindo o valor da mensalidade com desconto pela renda familiar mensal bruta per capita e multiplicando esse resultado por 100 (cem), obtemos o percentual de comprometimento. (Edital FIES)

  • Semestralidade com desconto: R$ 3.600,00
  • Mensalidade com desconto: R$ 600,00 (R$ 3.600,00 ÷ 6)
  • Renda familiar mensal bruta per capita: R$ 1.000,00
  • Percentual de comprometimento: 60% [(R$ 600,00 ÷ R$ 1.000,00) * 100]

Regras de classificação do FIES e P-FIES

As regras abaixo foram retiradas do site sem mudança para que você identifique se está enquadrado para o cadastro no programa.

  1. Candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  2. Candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado;
  3. Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  4. Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado.

Lista de espera 2019

Após o edita de classificados, o candidato que não passou para uma vaga do programa entrará para uma lista de espera. Sempre há desistências e até mesmo pessoas que não se enquadram no programa e por isso é desclassificado.

Desse modo você pode acompanhar a lista de espera que será divulgado no site fies.mec.gov.br no dia de pré-seleção do dia 27 de fevereiro até as 23 horas e 59 minutos de 10 de abril. Fique atento porque o grande volume de acesso pode derrubar o site ou torná-lo lento para acesso.

Atenção: como o P-FIES não é um financiamento direto e portanto está atrelado a uma instituição financeira, não existe lista de espera para esta modalidade.

Ainda tem dúvidas quanto como funciona a inscrição, veja o vídeo tutorial abaixo criado pelo ENEM com detalhes da página:

Quem tem PROUNI pode participar do FIES?

Sim. Todos os que já participaram de outro programa do governo como é o caso do PROUNI podem participar do programa FIES mas para isso é necessário cumprir os requisitos como os de renda familiar e também participar do processo seletivo.

A excessão é se o aluno ainda estiver participando do programa. Segundo o edital a regra a seguir se aplica:

É vedado ao bolsista do Prouni usufruir simultaneamente, em cursos ou instituições de ensino diferentes, a bolsa concedida pelo Prouni e o financiamento concedido no âmbito do Fies.

Quais são as taxas por modalidade?

A única modalidade com taxa zero será a primeira, tanto para o FIES quanto para o P-Fies que funciona com agências e bancos. Uma das regras que podem ser aplicadas é que ao participante do programa será descontado diretamente da sua renda.

Para o caso do candidato não estiver trabalhando ou perder o emprego durante o curso do programa, o pagamento será realizado em parcelas por meio de boleto CG-Fies.

  • Modalidade I: juros zero;
  • Modalidade II e III: juros que variam de acordo com o banco.

Por segurança, se por algum motivo não for possível pagar o financiamento, existem regras por modalidade que são regidas pelo FG-Fies segundo a qual outros participantes e garantidores complementaram a parcela e a mesma será quitada em prestações mensais equivalentes ao pagamento mínimo, na forma do regulamento do CG-Fies.

Em decorrência da obrigação de financiamento, fica a cargo do candidato que se inscreveu a contratação do seguro de vida.